ILUMINAÇÃO ARTIFICIAL

Até alguns anos atrás, a iluminaçào artificial dos ambientes ficava a cargo de um único ponto de energia, localizado no centro dos ambientes. A diferenciação entre um ponto e outro ficava a cargo apenas das luminárias, que dificilmente variavam o estilo de iluminação.

lampada.png

Hoje em dia, a iluminação artificial dos ambientes está vinculada a projetos luminotécnicos que visam adequar a iluminação ao tipo de função exercida no ambiente, proporcionando uma melhor ambientação, visibilidade, conforto visual e orientação.

O principal objetivo de um projeto de iluminação é conseguir proporcionar conforto ao usuário, procurando o menor custo e atingindo a melhor eficiência energética. Sendo assim, é necessário personalizar o projeto e entender as reais necessidades do usuário, dimensionar a distribuição da luz pelo ambiente (sem exageros) e definir quais tipos de lâmpada devem ser utilizados em cada caso.

loft-da-design_masculino.jpg

Os tipos de lâmpada, custo benefício, eficiência energética e efeito proporcionado, são itens que devem ser levados em conta no momento de definir o tipo de lâmpada que será utilizada.

Para isso, separamos um resumo sobre os tipos de lâmpadas, que poderá ajudar no momento da escolha:

economialimpa2.gif

Lampadas LED podem encarecer o projeto e assustar o cliente no ato da compra, mas permitem uma economia a longo prazo que compensa o investimento inicial. Fora isso, uma lâmpada LED tem vida útil de 50 mil horas, enquando as lampadas incandescentes têm vida útil de 750 horas e as fluorescentes de 8 mil horas.

Postado em Rio Claro/SP.

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square